Corretor de Imóveis - dicas para ser o melhor profissional do mercado imobiliário e ter sucesso

By
O Corretor de Imóveis é o profissional legalmente habilitado para promover a intermediação da compra e venda de imóveis


Atuar no mercado de trabalho como um Corretor de Imóveis nada mais é do que ambicionar o ingresso nesse rentável ramo de atividade e ter um futuro surpreendente e promissor. No entanto, pra se ter sucesso nessa investida, a pessoa deverá buscar, sempre, por capacitação profissional.

O mercado imobiliário sempre apresentou elevados indicadores de evolução em nosso país e no mundo, impulsionado pela melhoria do poder aquisitivo das pessoas e do crescimento das empresas, pela diversificação das economias globalizadas e por diversos outros fatores inerentes ao progresso da humanidade.

O Corretor de Imóveis realiza o primordial sonho de todas as pessoas: adquirir uma casa própria. O imóvel próprio para moradia ou para estabelecimento de uma empresa é garantia de segurança, de estabilidade para as famílias, sendo também, obviamente, uma excelente opção de investimento financeiro, visando constituir um patrimônio imobiliário.

“Portanto, seja qual for a situação, esteja convicto de que a sua função, no exercício  da profissão, é realizar o sonho de muitas pessoas”, afirma o professor Fernando de Magalhães Júnior, do Curso Profissionalizante de Corretor de Imóveis, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.


Resumindo, o Corretor de Imóveis é o profissional legalmente habilitado para promover a intermediação da compra e venda de imóveis, sendo que o processo de interceder e concretizar negócios imobiliários é denominado corretagem de imóveis.

Do ponto de vista mercadológico, o Corretor de Imóveis é o profissional que realiza a intermediação de negócios imobiliários, estabelecendo um elo contratual entre o fornecedor e o consumidor, ou melhor, entre o atual dono do imóvel (vendedor/alienante) e o pretendente à aquisição desse mesmo imóvel (comprador/adquirente).

O Corretor de Imóveis também poderá viabilizar negócios imobiliários tendo, de um lado, empresas (vendedoras ou compradoras) e, do outro lado, pessoas físicas (compradoras ou vendedoras); e também poderá ter pessoas jurídicas envolvidas dos dois lados (compradoras e vendedoras).

Percebe-se, então, que a atuação do Corretor de Imóveis é essencial para o mercado imobiliário e, ainda, para a economia, a sociologia, a história, a arquitetura e o urbanismo, as relações humanas e diversas outras ciências que impactam na dinâmica social.


CPT - Centro de Produções Técnicas

Para atender aos anseios e às expectativas da clientela, que possui um perfil bastante diversificado, com características ecléticas e específicas torna-se fundamental, para o corretor de imóveis, compreensão do mercado imobiliário, das técnicas de marketing e de atendimento aos clientes, das relações humanas, dos vínculos negociais; enfim, torna-se primordial a percepção da totalidade dos procedimentos que abrangem as transações imobiliárias.

A corretagem de imóveis exige postura profissional, com preparo técnico suficiente para enfrentar a concorrência acirrada do mercado imobiliário. Portanto, não tenha dúvidas de que o caminho para o sucesso é a capacitação profissional de forma abrangente e eficaz. 


O Cliente
O cliente está constantemente exigindo eficiência (e necessitando dela), responsabilidade ética, segurança e honestidade para decidir sobre seus investimentos imobiliários. Em consequência, os corretores de imóveis que sejam capazes de oferecer soluções imobiliárias e resolver eventuais problemas durante as negociações serão condignamente remunerados, obtendo satisfação pessoal e profissional. O cliente não tolera morosidade, despreparo profissional e ausência de capacitação técnica. A clientela quer um serviço eficiente.

O Corretor de Imóveis
Um competente e atualizado Corretor de Imóveis é também um Consultor Imobiliário ou um Consultor de Investimentos Imobiliários, que precisa compreender e disponibilizar informações fidedignas sobre finanças, aspectos legais e jurídicos, documentação imobiliária, qualidade construtiva, cenários econômicos e seus impactos no mercado imobiliário, etc. Enfim, todos os detalhes e minúcias que, de alguma forma, possam relacionar-se com a compra e venda de um imóvel.

O Sucesso na Profissão
O sucesso do Corretor de Imóveis depende da sua capacitação profissional, da constante busca de informações e de conhecimentos técnicos, que esteja disposto a estudar e compreender o mercado imobiliário, tratando dos negócios com bastante ética, visando sempre ao bem-estar e à satisfação dos seus clientes.

A Remuneração
A remuneração do Corretor de Imóveis ocorre no sistema de comissionamento, dependendo, então, do resultado do seu trabalho, ou seja, do volume de negócios imobiliários que efetivamente forem concretizados a partir da sua intermediação. Para isso, o Corretor de Imóveis lidará, basicamente, com dois perfis de clientes: o cliente que almeja a casa própria e o cliente que é um investidor imobiliário e que sempre realiza negócios. Porém, o ideal é não priorizar um determinado perfil de cliente; o Corretor de Imóveis deve atender diversos segmentos que possam assegurar a continuidade das transações imobiliárias e, ainda, obter informações preciosas sobre a complexidade do mercado imobiliário. Por outro lado, a experiência demonstra que um cliente satisfeito certamente indicará o Corretor de Imóveis para atender amigos e parentes com perfis diferenciados, sendo fundamental lembrar sempre que a fidelização da clientela significa a perpetuação dos rendimentos e da satisfação pessoal e profissional.


O Trabalho
O trabalho do Corretor de Imóveis é gratificante, porque o sucesso dos seus clientes representará também o sucesso profissional e a valorização patrimonial dos seus clientes implicará faturamento condigno e satisfatório.

A capacitação profissional exigida para que se possa desempenhar a função de Corretor de Imóveis de forma eficiente abrange:

- Conhecimentos sólidos a respeito do mercado imobiliário e dos diversos segmentos da clientela;

- Entendimento de finanças e de investimentos;

- Noções de arquitetura e engenharia, e conhecimentos adequados para fazer a avaliação de imóveis;

- Trabalho com Ética profissional, no atendimento dos clientes e no relacionamento com os colegas;

- Competência para explorar as estratégias de marketing para concretização das transações imobiliárias;

- Compreensão de dinâmica do mercado imobiliário; entre outros aspectos.


Por Silvana Teixeira